sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Baby


Baby,

Estamos nos arriscando no escuro, a gente se permitiu viver, viver algo compartilhado entre duas pessoas neste mundo onde estamos mais ou menos em 7 bilhões.
Confesso que estava com medo quando começamos e ainda sinto certo medo agora. Você sabe que eu "penso" demais. Mesmo assim, apesar de todos "e se?", você me faz sorrir!  Me faz ficar calma e continuar essa soma que resulta em nós.
Me sinto feliz, você é lindo.
Garoto, sua capacidade de me surpreender é incrível, o seu sorriso de menino me cativa todos os dias, ele me inspira a perceber e sentir tantas coisas boas. O seu abraço é meu aconchego, cada beijo, cada toque é algo tão nosso, como se tivéssemos parado no tempo até por fim o momento passar e a gente se preparar para outro novo.
Você gosta de poesia assim como eu.
Você curte folk extasiado da mesma maneira que curto.
Você admira os pássaros e rega as plantas, e eu também quero um jardim.
Você me abraça quando dormimos juntos e eu fecho os olhos feliz.
Você gosta de mim e eu gosto de você.
Você  me ama.
Eu te amo.

Natalia Cayres

Nenhum comentário:

Postar um comentário